MINISTÉRIO DA CULTURA E AOC APRESENTAM

sobre

Primeira edição da Mostra Internacional de Música Instrumental será realizada em dezembro.



Festival trará shows nacionais e internacionais, além de palestras e encontros.

Do clássico ao experimental, passando pelo jazz, eletrônico e afrobeat. Em sua primeira edição, a Mostra Internacional de Música Instrumental levará ao JazzNosFundos, em São Paulo, expoentes da cena contemporânea instrumental. De 07 a 09 de dezembro, artistas e bandas nacionais e internacionais celebram as diferentes vertentes desta expressão artística.

Entre os brasileiros estão confirmados: o electro rock do Aeromoças e Tenistas Russas, a efervescência latina dos brasilienses da Muntchako, a tecnoguitarrada do paraense Lucas Estrela, o power-jazzy-groovy-hard-bop do quarteto Cosmopolita, o minimalismo com samba e frevo do pianista pernambucano Amaro Freitas, o clássico trompete jazzista do paulista Sidmar Vieira, além da apresentação do trio Antonio Loureiro, Fred Heliodoro e Pedro Martins.

Formada por membros da Suíça, Polônia e Áustria, o trio Hang Em High apresenta na MIMI sua atmosfera descolada com misturas de punk e rock. De Londres vem o intenso saxofone de Nubya Garcia e também o jazz urbano de Yussef Dayes. O eletrônico permeado de referência musicais do Líbano, Egito e Mumbai do duo de DJs franceses Acid Arab está entre os artistas internacionais, bem como a participação de Adam Moses, do Jazz Re:freshed - movimento britânico que promove a nova música instrumental.

Parte da programação da MIMI é composta por painéis diários de debates com presença de convidados nacionais e internacionais abordando temas pouco discutidos no mercado da música. Entre os temas levantados estão: ‘Cena do jazz em São Paulo’, ‘Case studies de festivais internacionais’, ‘Música e ativismo, feminismo e transformação social através da música instrumental’ e ‘Jazz como conteúdo: Como o gênero de música pode virar conteúdo para diferentes formatos, no rádio, marcas, casas de show, festivais, etc’.

Idealizada com objetivo de fomentar o mercado e beneficiar músicos, produtores e público interessado no estilo musical, a Mostra Internacional de Música Instrumental conta com apoio e incentivo do Ministério da Cultura, através da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet) e patrocínio da AOC. A realização é da Inker Agência Cultural com produção da Flow e Camará Produções. JazzNosFundos, British Underground - Jazz Re:freshed, Bureau Export - Embaixada Francesa, Vorarlberg e Culture.PL Mickiewicz Institute são apoiadores da MIMI.